FANDOM


Predefinição:Infocaixa Capítulos aGdT

Bran está escalando pelo castelo quando flagra Cersei e Jaime Lannister fazendo amor e conversando sobre o perigo que seu pai representa. O garoto é, então, descoberto e Jaime o empurra pela janela.

ResumoEditar

A maioria dos homens saiu para caçar javalis com o rei, deixando Bran em casa com Jon, Rickon e as meninas. Jon parece estar zangado com todos, apesar de estar partindo em breve para a Muralha com Tio Benjen, então Bran não se preocupa muito em procurá-lo.

Primeiramente, Bran estava excitado em deixar Winterfell e ir para Porto Real em um cavalo de verdade, não em um mero pônei. Ele se recorda das histórias que a Velha Ama contava sobre fantasmas e terríveis masmorras, e cabeças de dragão nas paredes. Ele sonha em ser membro da Guarda Real um dia, e está ansioso para conhecer o maior cavaleiro dos tempos modernos, Sor Barristan, o Ousado. Mas agora, Bran também está apreensivo por abandonar o único lar que ele já conheceu. Ele vai sentir falta de tudo que deixar para trás, até de seu pônei.

Incapaz de suportar as despedidas, Bran vai para o Bosque Sagrado do castelo com seu lobo gigante. Ao contrário de todos os seus irmãos, ele ainda não deu nome ao seu lobo: nenhum dos nomes que ele experimenta parece ideal. Cansado de arremessar pedaços de madeira para ensinar ao lobo a ir buscar, Bran decide ir escaçar. Seu lobo não quer que ele vá e uiva quando o menino sobe em uma árvore e salta para o telhado do armeiro

Bran costuma passar bastante tempo escalando os telhados de Winterfell. Sua mãe diz que Bran era capaz de escalar antes mesmo de andar. Já que Bran não se recorda de quando aprendeu a escalar nem de quando aprendeu a andar, supõe que seja verdade. Sua mãe também teme que algum dia ele possa cair e se matar. Certa vez, Bran manteve a promessa de não escalar mais por uma quinzena, mas foi infeliz durante esse tempo, até que não resistiu e escalou, confessando o "crime" no dia seguinte. Quando seu pai o ordenou que fosse ao Bosque Sagrado se purificar, o encontraram dormindo na árvore mais alta do bosque na manhã seguinte. Seu pai, rindo e irritado, o disse que, de agora em diante, era livre para escalar, desde que sua mãe não o descobrisse.

Outros tentaram impedi-lo, mas sem sucesso. Os guardas tentaram pará-lo mas eles eram muito lentos e escapar deles era divertido. A Velha Ama, certa vez, contou a história de um garoto que subiu tão alto que foi atingido por um raio e teve os olhos devorados por corvos, mas Bran gosta de alimentar os corvos e eles nunca parecem interessados em bicar seus olhos. Meistre Luwin fez uma réplica de barro de um garoto e o atirou à parede como exemplo, mas Bran apenas respondeu que ele não é feito de barro e nunca cai.

Bran está escalando para a torre quebrada, onde gosta de alimentar os corvos, quando é surpreendido por vozes vindas da Primeira Torre, a parte mais antiga do castelo. Primeiramente, ele não reconhece a Rainha Cersei e seu irmão, Sor Jaime. Cersei diz a Jaime que ele deveria ser a Mão do Rei, e que Eddard Stark os colocará em perigo, uma vez que o rei o ama como seu irmão. Jaime brinca dizendo que Robert odeia os irmãos. Cersei insiste que Robert acabará ouvindo Eddard. Jaime afirma que ele prefere homens de honra a homens ambiciosos como os irmãos de Robert ou Mindinho.

Cersei diz estar preocupada quanto ao que Lysa Arryn possa ter dito aos Stark, mas Jaime diz que ela não deve se preocupar, já que Lysa não tem quaisquer provas. Além disso, Cersei também tem medo que Eddard possa trair seu filho Joffrey quando este assumir o trono ou convencer Robert a deixá-la de lado.

Bran fica assustado com o que escuta, mas quer ver quem está falando, então escala até chegar à janela do aposento de onde as vozes vêm. Ele ve um homem e uma mulher lá dentro, nus e lutando, afagando-se e gemendo. Ele reconhece a Rainha Cersei quando os olhos dela se abrem e o veem. Bran perde o equilíbrio ao tentar escapar, mas se agarra ao parapeito da janela. Cersei e Jaime aparecem para vê-lo. Jaime estende a mão ao garoto e o ajuda a subir por sobre o parapeito.

No que Bran começa a relaxar, Jaime pergunta qual a sua idade. Bran responde que tem sete anos. Então Jaime diz, com repugnância: "As coisas que faço por amor", e empurra Bran da janela para o abismo.

Personagens e citaçõesEditar

Predefinição:Colunas

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória