FANDOM


Predefinição:Infobox monarch

Predefinição:Veja homônimos

Aegon V foi soberano dos Sete Reinos e o décimo quinto Targaryen a se sentar no Trono de Ferro.

Ele se tornou rei depois que o Grande Conselho rejeitou outros candidatos que estavam à sua frente na linha de sucessão, e depois que seu irmão mais velho, Aemon, recusou o trono. Sendo quarto filho de Maekar I, que também era um quarto filho, Aegon recebeu a alcunha de "Aegon, o Improvável".

AparênciaEditar

Aegon tinha cabelos longos que chegavam aos ombros e que brilhavam como ouro batido em fios de prata entrelaçada. Alto, esbelto e bonito, tinha grandes olhos roxos. Usava a coroa de Aegon III.

BiografiaEditar

Arquivo:Egg Amoka.jpg

Em sua juventude, ele serviu como escudeiro ao cavaleiro de cerca Sor Duncan, o Alto, usando o apelido de "Egg". Possuía seu próprio ovo de dragão, colorido com escamas verdes e brancas, colocado em seu berço quando ele era bebê. Detestava seu irmão mais velho, o cruel e sádico Aerion, que havia jogado seu gato em um poço e costumava visitar seu quarto à noite e colocar uma faca em suas partes íntimas, dizendo que deveria remover suas genitais e transformá-lo numa irmã com quem pudesse se casar [1].

Aegon deveria ter sido o escudeiro de seu irmão Daeron no Torneio de Vaufreixo, mas Daeron não estava interessado em justas, de modo que parou numa estalagem e bebeu até cair. Sor Duncan, o Alto, visitou a estalagem e Aegon, impressionado pelo humilde cavaleiro de cerca, o seguiu.

Serviu como escudeiro de Sor Duncan durante o Torneio de Vaufreixo onde seu tio, Príncipe Baelor Quebralanças morreu devido a um golpe dado por seu irmão, Maekar. O Príncipe Maekar desejava que Aegon fosse treinado para ser cavaleiro, mas o filho só concordaria se fosse escudeiro de Duncan. Maekar ofereceu a Duncan um lugar na guarnição de Solarestival, mas Duncan se negou, propondo aceitar Aegon como escudeiro contanto que os dois viajassem, continuando sua vida como cavaleiro andante. Aegon teve de viver de forma humilde, mas Duncan pensava que isso o tornaria um homem melhor do que seus irmãos Aerion e Daeron.

Um ano depois, ele acompanhou Sor Duncan durante o pequeno conflito entre a Casa Webber e a Casa Osgrey. Em Predefinição:Data, ele fez parte da contenção da Segunda Rebelião Blackfyre.

Após a morte de seu pai, Maekar, estava incerta a sucessão do Trono de Ferro, já que seus dois irmãos mais velhos haviam morrido antes do pai. Daeron deixara uma filha de fraco entendimento e Aerion um filho pequeno, de modo que um Grande Conselho foi convocado para escolher o rei. Ofereceram a coroa ao outro irmão de Aegon: Aemon, um meistre, que a recusou, dizendo que o escolhido devia ser Aegon. Aemon se juntou à Patrulha da Noite e contraiu votos adicionais para se distanciar ainda mais do Trono de Ferro e garantir que não fosse usado em conspirações que prejudicassem seu irmão.

Aegon se casou por amor, e também permitiu que os filhos fizessem o mesmo, o que trouxe sofrimento ao reino.

ReinadoEditar

Aegon foi coroado Rei dos Sete Reinos quando tinha trinta e três anos. De acordo com Aemon, Aegon apesar de já ser um homem crescido e com filhos, continuava sendo meio menino, com uma inocência e doçura que todos amavam. Antes de partir para Muralha, Aemon disse ao irmão:

Predefinição:Quote

Aegon esvaziou as masmorras da Fortaleza Vermelha para que acompanhassem seu irmão até a Muralha. Chamava-a de "guarda de honra". Entre os libertos estava o tio, Corvo de Sangue, que mais tarde se tornou Senhor Comandante da Patrulha da Noite. Durante o reinado de Aegon ele nomeou seu velho amigo, Sor Duncan, como Senhor Comandante da Guarda Real.

Ele arranjou o casamento entre o Príncipe Aerys e sua irmã, a Princesa Rhaella, após ouvir uma profecia de uma bruxa da floresta que dizia que o Príncipe Prometido nasceria de sua linhagem.

Foi durante o reinado de Aegon que ocorreu o suposto fim dos Pretendentes Blackfyre na Guerra dos Reis de Nove Moedas. Aegon era muito popular entre os plebeus.

Barristan Selmy disse que Aegon V se casou por amor, e todos os seus três filhos fizeram o mesmo em desafio aos desejos do pai. Aegon cedeu, o que lhe rendeu inimizades amargas. Surgiram intrigas de traição e tumulto que culminaram em Solarestival, em feitiçaria, fogo e dor.

Aegon morreu no incêndio em Solarestival, o palácio de verão dos Targaryen, devido a uma tentava de chocar ovos de dragão. Seu filho, Príncipe Duncan, o Baixo, e o Senhor Comandante Duncan da Guarda Real também morreram ali. O evento ficou conhecido como Tragédia de Solarestival.

Egg ou Ovo?Editar

Em "As Crônicas de Gelo e Fogo", "Egg" foi traduzido como "Ovo". Porém, "Egg" é diminuição de "Aegon", de forma que optou-se por deixar o termo original neste artigo (e na maior parte desta wiki).

Sor Duncan, o Alto, achava que o apelido Egg vinha do fato de a cabeça de Aegon, careca e branca, parecer um ovo.

FamíliaEditar

Predefinição:TargaryenGenDaeronII

Referências e NotasEditar

Predefinição:Referências


Nota: Esta página utiliza conteúdo da A Wiki Of Ice And Fire. O conteúdo original está aqui em Aegon V Targaryen. A lista de autores pode ser vista no histórico da página.


Erro de citação: existem marcas <ref>, mas nenhuma marca <references/> foi encontrada

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória