FANDOM


Jon Snow
Jon Snow Amoka
Informações Biográficas
Nascimento

Em 283DD, em Desconhecido

Título

Senhor Comandante da Patrulha da Noite

Lealdade

Patrulha da Noite Casa Stark

Cultura

Nortenho

Apelidos

Lorde Snow

Lorde Corvo

O Bastardo Negro da Muralha

O Snow de Winterfell

Livros
Aparece em

A Guerra dos Tronos (PDV) A Fúria dos Reis (PDV) A Tormenta de Espadas (PDV) O Festim dos Corvos (Aparece) A Dança dos Dragões (PDV)


Jon Snow é o filho bastardo de Eddard Stark com uma mãe cuja identidade não é conhecida. Jon foi criado por seu pai ao lado dos seus meio-irmãos, mas juntou-se à Patrulha da Noite quando atingiu a idade adulta. É constantemente acompanhado por seu lobo albino Fantasma.

AparênciaEditar

Jon Snow HBO

Kit Harrington como Jon Snow na série de TV.

Jon tem as características dos da Casa Stark, um rosto magro 

2Jon-Snow

e longo, com cabelos escuros e olhos cinzentos. Todos o reconhecem como um Stark devido a sua aparência. Segundo Catelyn Stark, é o filho de Ned que mais se parece com ele.  

HistóriaEditar

Ned trouxe Jon para Winterfell após a Rebelião de Robert, e insistiu em criá-lo juntamente com os seus filhos. Jon viveu com a família Stark, mas Catelyn sempre o considerou um estranho, tratando sua presença como uma constante recordação da traição do marido. Apesar disso, Jon desenvolveu uma boa amizade com seus meio-irmãos, principalmente com Arya Stark.

Eventos recentesEditar

A Guerra dos TronosEditar

Após a execução de Gared, quando os Stark encontraram os filhotes de lobos, Jon achou um filhote albino afastado da ninhada, e o tomou como seu, chamando-o de Fantasma. Durante a estadia da corte de Robert Baratheon, Jon decidiu se juntar à Patrulha da Noite, sendo que lá haveriam suas melhores chances de glória, já que era um bastardo.

Tyrion Lannister acompanhou Jon em sua viagem à Muralha. No início, Jon se ressentiu quanto aos outros recrutas da Patrulha devido à sua origem nobre, mas logo aprendeu a se ajustar. Suas ações para ajudar seus novos companheiros, porém, somente cultivaram a inimizade do mestre-de-armas, Sor Alliser Thorne. Jon também protegeu Samwell Tarly dos maus tratos de outros membros da Patrulha.

O Senhor Comandante Jeor Mormont nomeou Jon como seu intendente pessoal e escudeiro, talvez tencionando prepará-lo para o comando. Durante um ataque de mortos renascidos em Castelo Negro, Jon salvou a vida do Senhor Comandante, tendo suas mãos queimadas no processo. Por causa disso, Mormont presenteou Jon com sua espada de aço Valiriano, Garralonga, com uma cabeça de lobo entalhada no punho em honra à Casa Stark.


Apesar de seus esforços em se ajustar à Patrulha, porém, Jon não tinha conseguido se desligar de sua antiga vida. Com a eclosão da Guerra dos Cinco Reis, Jon tentou desertar para se juntar ao exército de Robb Stark, mesmo sabendo que a pena para a deserção era a morte. Seus amigos o seguiram e o fizeram retornar, salvando-o desse destino. Assim, Jon finalmente decidiu honrar suas obrigações e esquecer seu passado Stark.

A Fúria dos ReisEditar

Mormont liderou uma expedição ao norte da Muralha após o desaparecimento de diversas patrulhas, uma delas liderada por Benjen Stark, montando base no Punho dos Primeiros Homens. Jon seguiu adiante com Qhorin Meia-Mão, que tentava descobrir o que Mance Rayder estava fazendo nas Presas de Gelo. No caminho, Jon libertou Ygritte, uma mulher selvagem que havia capturado, ao invés de executá-la. O grupo depois foi descoberto pelos selvagens de Camisa de Chocalho, e seus membros foram sendo mortos um a um até sobrar apenas Jon e Qhorin. Tentando salvar um patrulheiro que pudesse contar a Mormont sobre a ameaça dos selvagens, Qhorin ordenou a Jon que se unisse ao inimigo para descobrir seus segredos, se passando por um desertor. Ygritte fazia parte do grupo de Camisa de Chocalho e apoiou sua história após vê-lo assassinar Qhorin.

A Tormenta de EspadasEditar

Jon encontrou-se com Mance Rayder e conseguiu convencê-lo que sua deserção era sincera. Durante a conversa, Jon ficou sabendo sobre os planos de Mance de invadir os Sete Reinos. Para ganhar a confiança dos selvagens, Jon quebrou seus votos e se tornou amante de Ygritte. Com o tempo, passou a nutrir sentimentos por ela, o que lhe deixou na difícil posição entre trair a Patrulha ou Ygritte.

Jon se juntou ao grupo de Styr, que tinha a missão de escalar a Muralha e assaltar Castelo Negro pelo sul. Ao sul da Muralha, Jon conseguiu escapar enquanto os selvagens estavam sendo atacados pelo lobo Verão, mas acabou levando uma flechada na perna.

Jon sobreviveu à flechada e chegou a Castelo Negro, onde descobriu que seus irmãos mais novos haviam sido assassinados a mando de Theon Greyjoy. Lá, ele alertou os patrulheiros sobre o ataque de Styr, o que resultou na morte dos selvagens, incluindo Ygritte. Em seguida, Jon recebeu o comando da defesa da Muralha contra um ataque direto de Mance. Tendo um sentido de liderança nato, Jon conseguiu resistir ao ataque de Mance por um bom tempo. No entanto, com a chegada de Sor Alliser Thorne e Lorde Janos Slynt a Castelo Negro, foi preso por sua deserção. Os dois planejaram a morte de Mance, ordenando a Jon que o matasse durante uma parlamentação. Antes que Jon pudesse fazê-lo, porém, as forças selvagens foram atacadas por Stannis Baratheon, que as venceu.

Por ter aprisionado o filho de Mance e obtido o Berrante de Joramun, que teria destruído a muralha se fosse soprado, Jon conseguiu apoio suficiente para ser libertado de sua prisão e, graças às tramas de Samwell, foi eleito Senhor Comandante. Isso frustrou os planos de Stannis, que lhe havia oferecido senhoria sobre Winterfell.

A Dança dos DragõesEditar

Jon passou a morar nos aposentos de Donal Noye, após a morte do ferreiro no livro anterior. Jon está sempre acompanhado, predominantemente por homens do Rei Stannis , que fixaram moradia no Castelo Negro e Fortenoite, que Jon concedeu a Stannis como agradecimento pela sua ajuda contra os rebeldes.

Jon refuta algumas exigências de Stannis, que quer os seus homens dentro da Dádiva, mas Jon alega que a terra e todos os 16 castelos desocupados ao longo da Muralha são pertencentes à Patrulha da Noite. Ele envia Sam à Cidadela para treinar como Meistre. Com ele, juntos foram Meistre Aemon, Goiva, e o filho recém-nascido de Mance Rayder, em um esforço para o colocar longe de Melisandre. Quando ele ordena Janos Slynt para guarnecer um dos castelos abandonados ao longo da parede, Janos recusa, Jon o decapta por insubordinação, usando GarraLonga para executar a sentença ele mesmo.

Jon continua desagradando seus companheiros comandantes da Patrulha da Noite, enviando Val (a princesa selvagem) para tratar com Tormund Terror dos Gigantes. Uma aliança é feita entre os dois, e Jon abre os portões da Muralha para os selvagens, isso acarreta uma desaprovação em massa dos irmãos de Lord Snow. Ele usa os selvagens, divide-os em combatentes, intendentes, e dá aos guerreiros oportunidade para proteger a Muralha em guarnições nos castelos desocupados, contra os Outros. À medida que as ordas selvagens são movidas para a dádiva, Jon descobre que Mance está vivo, e que o homem que Melisandre deu as chamas não era ele. Mance é enviado por Jon para resgatar sua irmã Arya Stark de Ramsay Bolton, mas ele não sabia que a menina era realmente Jeyne Poole.

Stannis, saiu da Muralha, conseguiu apoio dos nortenhos das montanhas, sempre fiéis a Ned Stark, e foi à guerra contra os Bolton, ao ouvir do casamento iminente de Ramsay com "Arya Stark". Jon é constantemente avisado ao longo do livro por Melisandre das visões em suas chamas: uma menina cinzenta em um cavalo moribundo fugindo do casamento, (Jon entendeu que essa visão, seria Arya fugindo de Ramsay, enviando Mance para salvá-la) que acaba por ser Alys Karstark fugindo de seu tio, que é então capturado pela Patrulha da Noite. A outra visão revela punhais no escuro, e a dama vermelha manda o Senhor Comandante não se afastar de Fantasma, e ter cuidado. Porém, como a visão de "Arya" não se concretizou verdadeira aos olhos de Jon, ele não presta atenção aos avisos de Melisandre. Ele recebe uma carta de Ramsay Bolton, intitulada "bastardo", que afirma que Stannis foi derrotado, além de ter capturado Mance Rayder. Ele exige lealdade de Jon para a Casa Bolton se a Patrulha da Noite quiser sobreviver. Jon responde a esta carta, dando o comando de uma missão importante da Patrulha para o selvagem Tormund Terror dos Gigantes. E avisa ele está viajando sozinho para o sul para combater os Bolton. E quando ele pergunta se alguém quer lhe fazer companhia, selvagens e irmãos negros se juntam à sua causa. A decisão de Lord Snow, no entanto foi a gota d'água para os outros comandantes, Jon comete o mesmo erro do meio irmão Robb, e se afasta de seu lobo gigante, o trancando em seus aposentos. Ao ouvir gritos, ele corre para dar fim em uma briga, entre um gigante e um homem da rainha, mas a confusão se revela uma armadilha, e Lord Snow é esfaqueado várias vezes por Bowen Marsh e outros rostos invisíveis.

Se Jon morreu ou sobreviveu ao ataque, é desconhecido, pois essa foi sua última aparição e menção no livro.

Galeria - HBOEditar






Nota: Esta página utiliza conteúdo da A Wiki Of Ice And Fire. O conteúdo original está aqui em Jon Snow. A lista de autores pode ser vista no histórico da página.

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória