FANDOM


Theon Greyjoy é o filho e herdeiro presumido de Lorde, depois Rei, Balon Greyjoy. Ao fim da Rebelião Greyjoy, Theon foi levado como refém e protegido de Eddard Stark. Ele virou capitão de um navio, a Cadela do Mar.  Ele vira um Personagem PDV em A Fúria dos Reis. Na Série de TV, ele é interpretado por Alfie Allen
Theon Greyjoy Amoka

Aparência e personalidadeEditar

Theon é conhecido por sua arrogância e seu sorriso zombeteiro. É um jovem de 19 anos, escuro, magro e atraente. 

HistóriaEditar

Theon era um jovem garoto de dez anos, quando aconteceu a rebelião de seu pai e dois de seus irmãos foram mortos, fazendo dele o herdeiro das Ilhas de Ferro. Theon foi levado como refém e protegido por Eddard Stark. Na época, ele tinha dez anos e viveu em Winterfell desde os nove anos com os filhos de Ned.  Sua relação com os Stark sempre foi respeitosa e ele considerava Robb Stark como seu irmão mais novo, embora rivalizasse com Jon Snow, o outro “intruso” da família. Theon sempre procurou a aprovação dos Stark, mas geralmente se sentia insatisfeito. Theon também é um excelente arqueiro, tendo sido capaz de salvar Bran, que estava sendo ameaçado por um selvagem, com uma flecha certeira. 

Eventos recentesEditar

A Guerra dos TronosEditar

Theon estava presente quando as crianças Stark testemunham a execução de Gared, chutando sua cabeça após sua decapitação, e na sua viagem de volta para Winterfell, encontraram pela primeira vez os lobos gigantes.  Ele permaneceu em Winterfell após Ned ir até Porto Real para assumir sua posição como Mão do Rei. Nessa época Theon salvou Bran de um grupo de selvagens e desertores da Patrulha da Noite, mas Robb o criticou por não ter agido mais cedo.  Essa crítica machuca Theon profundamente. Após a eclosão da Guerra dos Cinco Reis, no entanto, Theon tornou-se um confiável companheiro de batalha de Robb, lutando a seu lado na Batalha dos Acampamentos e na Batalha do Bosque dos Murmúrios, onde gabou-se de como quase tinha cruzado espadas com o Regicida.

A Fúria dos ReisEditar

Robb enviou Theon de volta para casa, nas Ilhas de Ferro, com uma proposta para Balon Greyjoy. Robb propunha que apoiaria Balon como Rei das Ilhas de Ferro e, em troca, Balon assolaria as Terras Ocidentais com seus dracares. Balon e Aeron Greyjoy criticavam frequentemente a aparência e comportamento nortista de Theon, acreditando que ele se tornou fiel aos Stark, e rejeitam a proposta de Robb. Mais tarde,Theon se encontrou com sua irmã Asha, esta disfarçada como mulher de um barqueiro. Ela ajudou a batizar o novo dracar de Theon, o Cadela do Mar, e se deixou levar até Pyke. Lá, ela se revelou e humilhou o irmão, dizendo que se disfarçou para conhecê-lo melhor. Theon descobre o plano de Balon de devastar o Norte.  Sob a supervisão da Aeron e Dagmer Boca-Rachada , Theon comandou oito dracares encarregados de pilhar a Costa Pedregosa. Ele invadiu várias aldeias, sentindo dificuldades em controlar os próprios homens. Quando as Bravas Lebres de Benfred Tallhart marcharam para interceptá-los, ele emboscou a tropa. Sob a insistência de Aeron, ele afoga os sobreviventes como sacrifício para o Deus Afogado das Ilhas de Ferro. Insatisfeito com os seus deveres e com ciúmes da aquisição de Asha, que havia capturado Bosque Profundo Theon planejou a captura de Winterfell, indo contra às ordens que lhe foram dadas. Ele convenceu Dagmer a marchar sobre a Praça de Torrhen para atrair a guarnição de Winterfell.  Quando seu ardil funcionou, ele pôde tomar a fortaleza dos Stark com apenas trinta homens, e destrói os guardas remanescentes.  Bran rendeu o castelo para evitar que seu povo fosse massacrado, e Theon se proclamou Príncipe de Winterfell.

Com Winterfell sob seu controle, Theon tomou Bran e Rickon como reféns e encontrou dificuldades em controlar o povo de Winterfell, muitos dos quais ele conhecia. Ele libertou Ramsay Bolton, que estava sob o disfarce de "Fedor", do calabouço do castelo, e colocou-o a seu serviço. Meistre Luwin também serviu a Theon, suplicando-lhe que agisse com misericórdia e tolerância. Bran e Rickon Stark conseguiram escapar com a ajuda do Osha, Hodor, Meera e Jojen. Theon não pôde encontrar os garotos e, seguindo o conselho de Fedor, matou dois meninos camponeses com a mesma idade.

Quando mortes misteriosas começam a acontecer com os homens de Theon que participaram da busca dos garotos (Gelmarr, Aggar e Gynir), Farlen é considerado culpado por Theon que ordena que ele seja morto. Antes de ser executado, Farlen afirma que Lorde Eddard matava os homens que condenava, levando Theon a matá-lo. Theon, no entanto, sabia que "Fedor" matou os três homens de ferro para manter o segredo dos "corpos dos Stark" mais seguro.

Sabendo da aproximação de Sor Rodrik Cassel, que havia repelido Dagmer Boca-Rachada de Praça de Torrhen, e que vinha com uma guarnição numerosa de nortenhos fiéis a Robb, Theon pediu ajuda à irmã Asha. Ela o criticou por sua burrice, avisando-o de que sua posição era insustentável e implorando para que ele fugisse com ela, falando para ele que os Homens de Ferro nunca teriam sucesso em manter um castelo não litorâneo. Theon se recusou a deixar o castelo, e Asha partiu, deixando um grupo de homens. Theon se enfurece que mesmo a sua maior conquista não deu a ele respeito nem dos Homens de Ferro e nem dos Nortenhos, caindo em desespero.

Ele liberta "Fedor" para procurar ajuda em Forte do Pavor antes que a guarnição chegasse sob o comando de Rodrik Cassel.  Em sua parlamentação com Rodrik, Theon ameaçou a vida da filha do cavaleiro, Beth, que estava em seu poder, porém só se Winterfell fosse atacada. No entanto, enquanto Theon aguarda pela decisão de Rodrik, Luwin convence-o a se juntar a Patrulha da Noite, aonde seus crimes seriam perdoados e ele poderia ganhar respeito. Mas antes que Theon pudesse se render, os homens Bolton chegam e fazem um ataque surpresa, aniquilando-os. Theon permitiu que Fedor entrasse em Winterfell, e lá ele se revelou como Ramsay Bolton, bastardo de Roose Bolton. Ao perceber a verdade, Theon tentou reagir, mas Ramsay ordenou que passassem o archote no castelo. Golpeado, Theon perdeu a consciência e foi levado como prisioneiro.

A Tormenta de EspadasEditar

Um pedaço de pele de Theon foi entregue à Catelyn Stark durante o Casamento Vermelho. Roose disse que Ramsay Snow o estava esfolando lentamente no Forte do Pavor.

O Festim dos CorvosEditar

A maioria dos Homens de Ferro, inclusive sua irmã Asha, acredita que ele esteja morto. 

A Dança dos DragõesEditar

Theon foi torturado por Ramsay Snow diversas vezes. Durante as torturas, Ramsay retirava a pele dos dedos de Theon e o deixava aos gritos de dor, até que o próprio rapaz implorasse que o dedo fosse cortado. Bolton também quebrou e arrancou vários de seus dentes, pois odiava seus sorrisos. Fica implícito que ele também removeu os genitais de Theon. Theon é obrigado a assumir a identidade de Fedor, antigo lacaio de Ramsay, e proibido de tomar banho até ficar imundo da cabeça aos pés com lama e excrementos.

Devido á tortura, a aparência de Theon mudou dramaticamente. Foi como se ele envelhecesse quarenta anos e vários de seus dentes foram arrancados ou pendem frouxos da boca, de modo que ele sequer pôde comer sem sofrer. Perdeu muito peso, sua pele se tornou esponjosa e seu cabelo branco, frágil e quebradiço. Se tornou incapaz de usar o arco devido á perda de dedos nas mãos e passou a andar capenga como um velho.

Logo no começo de sua prisão, Theon tentou fugir com a ajuda de Kyra (sua antiga amante de Winterfell). O que ele não sabia é que sua fuga havia sido permitida por Ramsay, que lhe deu vantagem de um dia antes de começar a persegui-lo com seus cães. Theon e Kyra foram recapturados, e levados para uma masmorra em Forte do Pavor, e a garota sofreu uma morte horrível na mão de Ramsay e de seus cães. Isso tudo contribuiu para alimentar o profundo medo de Ramsay que Theon passou a sentir.

Quando Roose Bolton anunciou ao filho que iria retornar para o Norte, ele permitiu que Theon tomasse banho e se vestisse bem para que fosse negociar com os restos da guarnição dos Homens de Ferro que Victarion Greyjoy deixara em Fosso Cailin. Theon conseguiu obter a rendição dos homens de ferro, com a promessa de Ramsay de que eles ficariam seguros e seriam alimentados. Quando se renderam, Ramsay os esfolou e empalou seus corpos por Fosso Cailin. Quando os exércitos de Roose e Ramsay se encontraram, e o senhor do Forte do Pavor apresentou ao filho "Arya Stark", sua futura esposa, Theon imediatamente a reconheceu como Jeyne Poole, a amiguinha de Sansa.

Como Theon fora protegido em Winterfell, Roose decidiu que ele levará "Arya" até Ramsay no casamento. Jeyne implorou a Theon que a salvasse diversas vezes, chegando a sugerir que ele poderia tomá-la como esposa quando estivessem longe, mas ele se negou. Após o casamento, na noite de núpcias, Ramsay obrigou Theon a despir Jeyne e a "prepará-la" para ele, o que fez Theon desejar que Stannis Baratheon chegasse logo para matá-lo. Quando vários homens dos Bolton foram assassinados em Winterfell, Theon foi cogitado como suspeito. A ideia, porém, logo foi desprezada por Roose Bolton, que afirmou que Theon estava fraco e quebrado demais para cometer tais atos. Os assassinatos causaram tensão entre os Frey e os Manderly, além das demais Casas do Norte.

O músico "Abel", junto das seis esposas de lança que o acompanhavam disfarçadas de ajudantes eram realmente responsáveis por algumas das mortes, já que tentavam criar confusão o suficiente para que pudessem resgatar "Arya Stark". Eles conseguiram a ajuda de Theon, mesmo que com relutância. Quando berrantes de guerra foram ouvidos perto do castelo, eles deram início ao plano, tirando Jeyne de seu quarto disfarçada. Perseguidos pelos guardas, Theon pulou das muralhas com a garota e foi capturado por Mors Umber, que os enviou para junto da tropa de Stannis.

Quando chegaram ao acampamento, Theon se viu frente a frente com irmã. Inverteu-se então a situação inicial e dessa vez foi ela quem não o reconheceu, devido ao seu estado lastimável depois da tortura na mão de Ramsay.

The Winds of WinterEditar

Theon é agora prisioneiro de Stannis, que planeja executá-lo. Numa tentativa de poupar o irmão de ser queimado vivo, Asha pediu ao rei que o oferecesse aos deuses do Norte, decapitando-o como Eddard Stark faria.The Winds of Winter, Theon's sample chapter, disponível no site de GRRM em 28/12/2011</ref>

Na Série de TVEditar

Na Série de TV há grandes diferenças entre a história de Theon nos livros. Na Primeira Temporada, Theon tem uma relação com Ros, uma prostituta que estava em Winterfell.

As maiores mudanças são na Segunda Temporada, onde há várias cenas adicionais, como o batismo de Theon de acordo com as leis dos Homens de Ferro, e uma cena onde ele queima uma carta que ele enviaria para Robb Stark contando dos planos e seu pai. Nesse ponto do seriado, Fedor não existe (Ramsay Bolton só aparecerá na Terceira Temporada), e Dagmer Boca-Rachada assume o papel de "braço direito" de Theon. Sor Rodrik Cassel é decapitado por ele após ser capturado e ofendê-lo na frente de todos. Ele também mantém uma relação com Osha, que o usou para conseguir escapar. Sob o cerco de Ramsay Snow, Theon está apavorado e recusa o conselho de meistre Luwin para ir à Muralha, dizendo que já agora é tarde demais. Ao fazer um discurso para encorajar os poucos Homens de Ferro de sua guarnição, ele é acertado por Dagmer, que estava logo atrás dele, que o arrasta desmaiado e vai embora. Algum tempo depois, Bran encontra Winterfell queimada, e o paradeiro de Theon é desconhecido.

GaleriaEditar


ReferênciasEditar

Nota: Esta página utiliza conteúdo da A Wiki Of Ice And Fire. O conteúdo original está aqui em Theon Greyjoy. A lista de autores pode ser vista no histórico da página.

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória